Resenhando: Preces e Mentiras

Livro: Preces e Mentiras
Autora: Sherri Wood Emmons
Editora: Novo Conceito
Avaliação: 5 estrelas

Quando Bethany, de 7 anos, conhece sua prima de 6 anos, Reana Mae, é o começo de uma relação desajeitada que salva ambas de uma solidão profunda. Todo verão, Bethany e sua família vão de Indianapolis para West Virginia’s Coal River Valley. Para a mãe de Bethany, essas viagens até lá a lembram de sua infância pobre e composta por minas de carvão, um lugar do qual ela desejou escapar. Mas seus amados familiares e a amizade de Bethany e Reana Mae continuavam trazendo lembranças. Mas conforme Bethany cresce, ela percebe que a vida nessa comunidade pequena e unida não é tão simples quanto pensava... que as cabanas na beira do rio, que guardam muito da história de sua família, também geram fofocas escandalosas... e aqueles mais próximos a ela guardam segredos inimagináveis. No meio das florestas densas e da beleza silenciosa do vale, esses segredos estão finalmente sendo revelados, com uma força suficientemente devastadora para acabar com vidas, fé, e a conexão que Bethany pensou que duraria para sempre.

Preces e Mentiras não é um livro de tirar o fôlego, mas as emoções são intensas e quase palpáveis. O melhor drama familiar que eu já li, sem dúvidas, tanto pelo estilo de abordagem de temas corriqueiros, como uns não tão cotidianos assim. Há várias partes da história onde temos que deduzir o que tal expressão quer dizer e não posso negar que isso me encanta ainda mais. Não gosto de livros muito óbvios. Você que leu pode dizer que alguns dos acontecimentos são bastante óbvios, mas me refiro mais à forma da escrita. 

A escolha da narradora não podia ter sido melhor. Bethany nos envolve com sua candura e carisma, aquela inocência de criança e aquela compreensão. Ela é bastante inteligente e nos mostra como uma amizade pode ser forte até nos momentos mais desesperadores. A história aborda, ainda, questões sobre o perdão, as preces e muitas mentiras. 

Falando sobre fé, o livro é tocante e passa uma mensagem considerável, principalmente no que diz respeito à entrevista bônus da autora que vem no final do livro e sobre as primeiras palavras da autora no início do livro, carregando tudo que ela quis expor na história. Reanalisando após a leitura, acho que foi exatamente isso.
"A Bíblia diz que os pecados dos pais são carregados
pelos filhos até a décima sétima geração.
Mas eu acredito que são as filhas que suportam
o peso dos pecados pecados da maioria das famílias.
Pelo menos é assim na minha família".
De início, já me prendeu. A escrita da autora é realmente ótima, principalmente por ser esse seu primeiro livro, o que me surpreendeu. Não me lembro de ter encontrado o menor erro de ortografia ou concordância e a diagramação é ótima, a capa tem tudo a ver com o livro e eu acho ela muito linda <3. Então, neste aspecto, a Novo Conceito está de parabéns. 

Não vou mentir e dizer que a história é fantástica, surpreendente ou misteriosa demais, porque não é. E era exatamente disso que eu precisava, algo que me mostrasse problemas mais reais e como tudo aquilo pode ser contornado e como pode afetar tanta gente. É uma família que se ama apesar de tudo.

Reana Mae, a prima de Bethany, é uma das protagonistas, juntamente com a narradora. Há, realmente, muita tensão na vida de Reana e somente com a ajuda de Bethany, que vai descobrindo tudo aos poucos, e de Helen (a mãe de Bethany) é que Reana consegue ir lidando com tudo. Ela é uma criança crescida e isso nos faz refletir muito. Nada é simples e está tudo intricado nas vidas de Reana e Bethany. 

Outros personagens merecem menção: Tracy, com suas súbitas loucuras (loucuras de verdade, do tipo doida mesmo), Bobby Lee, que na minha opinião é um dos grandes culpados, Jolene e seus problemas, Tia Belle, Nancy e Melinda sendo simpáticas e eu ainda não decidi o que pensar de Caleb. Brian é um personagem que aparece apenas nas últimas páginas, mas que é um sonho: lindo, fofo, compreensivo e carinhoso. Sherri aborda em Preces e Mentiras quatro gerações que carregam os pecados umas das outras.

"A única pessoa que Jolene escutava na vida era minha mãe. Provavelmente porque minha mãe escutava o que ela tinha a dizer, também. Eu não conseguia entender porque minha mãe tinha tanta paciência com ela."

Não me arrependi da compra e leitura em absolutamente nenhum momento, definitivamente recomendo.


"Naquela época, eu me sentia culpada quando me lembrava de alguém e não rezava prontamente pela pessoa - como se ela fosse morrer em um lapso de misericórdia de Deus. Era exaustivo ser responsável por todas aquelas vidas". 


10 comentários:

  1. Li o livro ano passado, lembro que gostei bastante. É bastante perturbador, adoro ♥
    ficou ótima, acho que resume bem a obra.
    beijos
    amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  2. Olá, parabéns pelo blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  3. Olá :)
    Eu quero muito ler esse livro, adoro essa capa é muito linda!

    Beijos
    @blogscl
    http://sonhando-com-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha, adoro dramas familiares, quero muito ler!


    Me visita também!

    ResponderExcluir
  5. Nooossa, fiquei super entusiasmada com sua resenha.
    Acho que pelo o que você disse, esse livro é algo bem real né? Coisas acontecem com essa família, que pode estar acontecendo com o seu vizinho, ou com você! Gosto de histórias assim, já queria antes, agora quero mais. =D
    Parabéns pela resenha.
    Beijos
    http://2bookgirls.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca tinha prestado atenção para um livro assim, ótima resenha!!!!!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Parece ser um ótimo livro, estou ansiosa para ler ele.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Tem promo nova no blog, valendo um novo lançamento da Novo Século!! Dá uma passadinha por lá e participa? :)
    Beijos,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderExcluir
  9. Eu quero ler esse livro faz um tempinho já, mas nunca compro, mas com os trechos que vc colocou do livro me deixou curiosa para ler.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu particularmente não havia me interessado por esse livro não, a capa me lembra algo um pouco macabro, talvez kkkkkkkkkkkkk'
    Mas sua resenha me deixou animada para dar uma chance ao livro :)

    Beijão!
    http://literarioecultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, responderemos sempre :)